mesa 1 | Diásporas

Com seu romance Garota, mulher, outras, Bernardine Evaristo venceu a última edição do Booker Prize, tornando-se a primeira autora negra a receber a premiação. O livro retrata 12 personagens mulheres e não-binárias que juntas compõem um retrato histórico – indo das colônias britânicas do Caribe à África – e contemporâneo da população negra na Grã-Bretanha. […]

Leia mais…

mesa Zé Kleber | A escrita e o território

Espaço aberto à comunidade paratiense dentro da Flip, com o objetivo de refletir sobre questões locais. A mesa contará com a presença de Michèle Petit, Dominique Gauzin-Müller e Marie Ange Bordas. A antropóloga Petit é conhecida por seus trabalhos sobre a leitura em espaços de crise, como zonas em contexto de guerra, crise econômica ou […]

Leia mais…

mesa 9 | A ética da representação

Em mais de nove horas com testemunhos de sobreviventes judeus dos campos de extermínio nazistas, o documentário Shoah, de Claude Lanzmann, problematizou a ética da representação do horror ao dar voz às vítimas da catástrofe. Por trás disso está o pensamento do diretor e intelectual francês, que lança na Flip o livro A lebre da […]

Leia mais…

mesa 18 | Nacional, estrangeiro

Tanto para o americano Benjamin Moser, biógrafo de Clarice Lispector, como para o tradutor alemão Berthold Zilly, o Brasil é uma referência decisiva. Ambos se aproximaram da cultura brasileira de forma casual, mas se transformaram em grandes intérpretes da literatura produzida no Brasil. A visão desses dois autores é uma síntese do papel ambíguo ocupado […]

Leia mais…

mesa 17 | Cartas, diários e outras subversões

A cubana Wendy Guerra faz dos diários uma ferramenta ficcional importante para dar conta de sua experiência e das contradições que marcam a história política de seu país. Carola Saavedra valeu-se de cartas para compor alguns de seus livros, que fizeram dela uma grata surpresa da literatura brasileira nos últimos anos. A diferença é que […]

Leia mais…

mesa 16 | Gilberto Freyre e o século 21

Na mesa que encerra a homenagem a Gilberto Freyre, três de seus maiores intérpretes analisam a atualidade da obra do sociólogo. Herdeiro da tradição uspiana, José de Souza Martins explica por que Freyre tornou-se um clássico incontornável. Um dos maiores praticantes da história das mentalidades no mundo, Burke analisa o pioneirismo de Freyre nesse segmento. […]

Leia mais…

mesa Zé Kleber Paraty: passando o futuro a limpo

O desafio está posto às cidades brasileiras do século 21: como planejar e controlar o território municipal conjugando potenciais e limites do meio físico, social, cultural, político e econômico a favor de um desenvolvimento urbano sustentável? Criatividade! É a criatividade, construída através do debate plural das ideias de cidadãos e do governo, a responsável pelo […]

Leia mais…

filme | José & Pilar

Exibição de trechos do documentário José & Pilar e cenas inéditas não incluídas no filme, do diretor português Miguel Gonçalves Mendes, co-produzido por Fernando Meirelles. O público da Flip poderá assistir a uma edição de cerca de meia hora feita especialmente para a ocasião e participar em seguida de uma conversa com o diretor do […]

Leia mais…