20ª Festa Literária Internacional de Paraty — de 23 a 27 de novembro de 2022

Casa Paratodos

A Casa Paratodos acontece há três anos em Paraty, sempre na ocasião da FLIP, com a intenção de propor uma programação literária nos dias do evento e reunir editoras com propostas afins. Na Casa Paratodos realizamos lançamentos de livros, debates, palestras, apresentações musicais e oficinas, ocasiões em que agregamos pessoas, fomentamos a literatura e a bibliodiversidade. Em 2022 a casa está sendo formada pelas editoras Relicário, Nós, Dublinense, Macondo, Tabla e Imã. Os livros das editoras serão vendidos no local. 

 

Programação

24/11 – Quinta-feira
11h – Nós | Depois que as luzes se apagam, de Tadeu Rodrigues.
Conversa e lançamento do livro Depois que as luzes se apagam. Com mediação de Marcelino Freire.

14h – Imã Editorial | Portugal, Brasil, mercado literário transatlântico

15h – Relicário | Conversa e lançamento do livro Nós somos muitas: ensaios sobre crise, cultura e esperança, de Pedro Meira Monteiro. Conversa com Luiz Mauricio Azevedo e Patrícia Lino

16h – Jogo do Brasil

18h – Relicário e Tabla | Narrativas de mulheres do Sul Global: América Latina e Oriente Médio
Mariana Sanchez (curadora coleção Nos.Otras, tradutora ES>PT finalista prêmio Jabuti), Laura Di Pietro (editora Tabla) e Paula Carvalho (editora da revista Quatro Cinco Um, doutora em História).

19h – Relicário e Dublinense | Exu como tradutor e a linguagem corpórea
André Capilé (professor, poeta, tradutor), Stephanie Borges (poeta, tradutora e jornalista), Davi Boaventura (escritor e tradutor) e Nelida Capela (curadora, escritora e mestre em Literatura)

20h – Tabla | Distopias no deserto e o fantástico no Oriente Médio
Ana Rüsche (Escritora e Doutora em Estudos Linguísticos e Literários pela Universidade de São Paulo (USP), Paula Carvalho (Jornalista, doutora em história e editora de podcasts da Quatro Cinco Um), Oscar Nestarez (escritor, tradutor e pesquisador da ficção literária de horror) e Cristhiano Aguiar (escritor, crítico literário e professor).

 

25/11 – Sexta-feira

10h – Macondo | Escritas da violência
Danichi Hausen Mizoguchi (Escritor, professor da UFF, autor do livro Cinco ou seis dias), Leonardo Piana (Escritor, jornalista e produtor cultural, autor do livro Sismógrafo), Natasha Felix (Poeta, performer, assistente curatorial, autora do livro Use o alicate agora), Otávio Campos (Editor da Macondo, doutor em Estudos Literários, autor do livro Tatear os destroços depois do acidente).

11h – Dublinense | A língua muda
Rodrigo Rosp (Pós-graduado em Linguística, doutor em Escrita Criativa, é cofundador da Dublinense, onde coordena a área editorial), Davi Boaventura (Doutor em Escrita Criativa, é autor de Mônica vai jantar, finalista do Prêmio São Paulo de Literatura, e tradutor). Mediação Julio Silveira (editor fundador da Ímã Editorial, escritor e curador do LER, Festival do Leitor).

14h – Nós | A reinvenção da mulher
Mariana Salomão Carrara (escritora e finalista do prêmio São Paulo de Literatura e do Jabuti com o livro É sempre a hora da nossa morte amém), Helena Machado (escritora, roteirista e dramaturga. O romance de estreia Memória de ninguém teve o primeiro capítulo publicado na Revista Granta) e Rute Simões Ribeiro (escritora e finalista do prêmio Leya). Mediação de Ana Lima Cecílio.

16h – Tabla | Formação de guetos: desigualdade racial e social
Paula Carvalho (Jornalista, doutora em história e editora de podcasts da Quatro Cinco Um), Tiago Rogero (jornalista. Criador do projeto Querino, lançado em agosto de 2022 como um podcast narrativo e uma série de publicações na revista piauí) e Alê Garcia (escritor, criador de conteúdo e publicitário. Criador do podcast e canal do YouTube Negro da Semana)

17h – Relicário | Marguerite Duras: Arrebatamento, feminino e literatura
Luciene Guimarães (coord. Coleção Marguerite Duras, é especialista na obra de Duras e tradutora), Rafael Gallo (escritor, vencedor do prêmio José Saramago 2022) e Bárbara Krauss (jornalista, B de Barbárie)

18h – Dublinense | Amora: 10 anos de amores e amoras
Natalia Borges Polesso (Escritora, autora de Amora, e vencedora do Prêmio Jabuti), Luiz Mauricio Azevedo (Escritor, editor, tradutor e crítico literário). Mediação Nanni Rios (Livreira e curadora)

19h – Nós | Recaminhos da diáspora
Encontro com o escritor Tierno Monénembo sobre o romance Pelourinho. Com mediação de Lucília Teixeira.
Participação de Marion Loire, adida para o Livro da Embaixada da França no Brasil.
Tierno Monénembo (escritor guineense francófono que recebeu o prêmio Renaudot por Le Roi de Kabel)

20h – Relicário | A irmã menor: um retrato de Silvina Ocampo

 

26/11 – Sábado

10h – Macondo | Fala Canto de Ganga
André Capilé (Poeta, professor, tradutor, autor dos livros muimbu e azagaia)

14h – Nós | Ninhos e revides, de Allan da Rosa
Allan da Rosa (escritor, angoleiro, mestre e doutor em Educação que integrante o movimento da Literatura Periférica de SP) e Calila das Mercês (escritora, pesquisadora e doutora em Literatura. Planta oração é seu primeiro livro de contos).

15h – Nós | Biblioterapia: O poder da literatura para o bem-estar existencial e psíquico
Conversa com Jackie de Botton, sócia fundadora e diretora criativa da The School of Life no Brasil, empreendedora, apaixonada por pessoas suas histórias e pelo Brasil e Carol Ruhman Sandler, jornalista, escritora e apaixonada por livros.

16h – Dublinense | O Brasil em retrospecto
Henrique Schneider (advogado e escritor, é autor de diversos romances, entre eles Setenta, vencedor do Prêmio paraná de Literatura, e A solidão do amanhã, ambos sobre a ditadura militar no Brasil), Sérgio Tavares (Jornalista, escritor e crítico literário. Vencedor do Prêmio Sesc de Literatura com Cavala). Mediação: Bárbara Krauss (jornalista responsável pelo B de Barbárie, espaço de divulgação cultural e narrativas políticas).

17h – Macondo | Pólvora, de Prisca Agustoni
Pré-lançamento de Pólvora, novo livro da poeta suiço-brasileira Prisca Agustoni. Com Catarina Lins (Autora de O teatro do mundo, Na capital sul-americana do porco-light, entre outros, e estudante de doutorado na Universidade de Princeton) e Victor Squella (Pesquisador, mestrando em Literatura, Cultura e Contemporaneidade, autor do livro Sair da Piscina).

18h – Relicário | O piso frágil do presente: o jogo entre a ficção e a história em ‘Os órfãos, de Bessora’
Bessora (escritora de cidadania gabonesa, suíça e francesa, convidada da Flip)
Natalia Timerman (escritora e psiquiatra). Mediação: Tamy Ghannam (crítica literária, LiteraTamy)

19h – Tabla | Vida de imigrante: liberdades e opressões em espaços urbanos
Paula Carvalho (Jornalista, doutora em história e editora de podcasts da Quatro Cinco Um), Marcelino Freire (Marcelino Freire (1967) é um escritor brasileiro, autor da obra Contos Negreiros que recebeu o Prêmio Jabuti de Literatura em 2006) e Bianca Tavolari (professora de direito do Insper e pesquisadora do CEBRAP. Escreve a coluna as cidades e as coisas na Quatro Cinco Um).

20h – Nós | Contos extraordinários 
Ana Squilanti (escritora e roteirista. Costuras para fora é seu primeiro livro de contos), Calila das Mercês (escritora, pesquisadora e doutora em Literatura. Planta oração é seu primeiro livro de contos) e Julia Codo (escritora, roteirista e tradutora. Você não vai dizer nada é seu primeiro livro de contos). Com mediação de Ana Lima Cecílio.