20ª Festa Literária Internacional de Paraty — de 23 a 27 de novembro de 2022

Casa Philos

A Casa Philos, residência de inovação e criatividade da Revista Philos, promove, apoia e desenvolve ações colaborativas nas áreas de educação e cultura, para a democratização e expansão de nossa literatura e arte. Em nosso terceiro ano na Festa Literária Internacional de Paraty, a 20º Flip, apresentaremos um programa curatorial para falar sobre sustentabilidade, democratização da democracia, povos originários do Brasil e centralidades periféricas sob o tema —Amar e mudar as coisas.

As ações da Casa Philos são desenvolvidas para identificar, revelar e valorizar os patrimônios materiais e imateriais dos nossos povos. Queremos falar sobre os nossos anseios, questionamentos sociais, cultura de neolatinidade e, sobretudo, acerca das nossas ações colaborativas desenvolvidas nas áreas de cultura, artes visuais, literatura e ciências [em diálogos] com o IMS, o Instituto Serrapilheira e o Centro de Pesquisa e Formação do Sesc [CPF Sesc].
Programação

 

24/11 – Quinta-feira
10h30 às 12h —Centralidades periféricas: Na margem do que se lê, com Vinicius Terra,
Bea Machado e mediação de Jorge Pereira.
14h às 15h30 —Independência do Brasil, as mulheres que estavam lá, com Heloisa
Starling e mediação de Jorge Pereira.
15h45 às 16h —especial Inês Brasil na Copa do Mundo.
16h às 18h —Copa do Mundo [Brasil x Sérvia] —transmissão ao vivo na Casa Philos
19h às 20h —Colisões bestiais: jogos, folias e patafísicas com Katia Gerlach, Alex de
Andrade, performance Gaivota ou A vida em torno do lago de Susana Fuentes e mediação de
Jorge Pereira.
20h15 às 21h30 —Alianças de corpos vulneráveis, com Roberta Holiday, Leonardo
Piana e Tom Grito.
21h30 —Cine Philos especial na Flip exibe Deságue, com direção de Gi Vatroi [duração
aproximada: 9′11]
22h —DJ set [@fimdaegotrip + @naluromano]

 

25/11 – Sexta-feira
9h às 10h15 —educativo Philos apresenta Democratização da Arte: o relato como
metodologia de escrita coletiva, com Ariane Oliveira e Christine Gryschek.
10h30 às 12h —Por uma literatura para as infâncias, com Victor Grizzo, Cassio Scapin,
Volnei Canônica e mediação de Lucas Fonseca.
13h às 14h —Café Philos apresenta O Nascer de todas as coisas e Horizonte de Chris
Facó e mediação de Katy Navarro.
14h15 às 15h30 —A cidade como obra de arte —outros espaços para [re]leituras e
[des]escritas com João Uchôa, Gisela Schmitt, Carla Oliveira e mediação de Jorge Pereira.
15h45 às 16h30 —Divã Philos apresenta O desejo dos sonhos com Hanna Limulja e
Natália Albertoni.
16h45 às 18h —Voz aos elementos do desejo com Vanessa Passos, Pam Araújo, Mayara
Mayor e mediação de Hélen Queiroz.
18h às 18h15 —Intervenção com a Slam das Minas SP
19h15 às 20h30 —Espelhos do Abismo com Márcia Falcão, Thaís Zaki, Tainá Camilot e
mediação de Ana Coutinho.
20h45 às 22h —Divã Philos apresenta Guia de sobrevivência para artistas, anarquistas,
bruxas e evangélicas, uma conversa com Samuel de Saboia e Lucas Fonseca
A partir das 22h15 —Festa Rave de autógrafo na Philos convida Aqui, Agora, Todo Mundo
+ DJs sets [@samueldesaboia + @amortagua]

 

26/11 – Sábado

9h às 10h15 —educativo Philos apresenta Aqui, Agora, Todo Mundo: saúdes millennial
e outros venenos que podem curar, com Mayra Ribeiro e Alexandre Mortagua
10h30h às 12h —Maria pede passagem: transições como políticas com Galba Gogoia
e APÊAGÁ.
13h às 14h —Café Philos & Harper Collins apresentam Aurora: o despertar da Mulher
Exausta, com Marcela Ceribelli e Katy Navarro.
14h15 às 15h30 —Despertar climático: as mulheres e as mudanças climáticas, com
Gisele Mirabai, Thaís Zaki, Ana Rusch e Paulliny Tort.
15h45 às 16h30 —Harper Collins apresenta A força do luto: Os corpos de resistência e
as cidades, com Lubi Prates, Renato Nogueira e mediação de Maiara Libano.
16h45 às 18h —A poesia de Carolina Maria de Jesus, com Amanda Crispim e Nélida
Capela.
18h às 18h15 —Intervenção com a Slam das Minas SP
19h15 às 20h30 —Onde mais houver poesia, com Nalü Romano, Gabriela Soutello,
Thalita Coelho, Giovanna Dalla Vecchia D’Assunção e mediação de Luiza Fazio.
20h45 às 22h —Divã Philos apresenta: Os olhos d’água e lágrimas insubmissas de
Conceição Evaristo, uma homenagem para Conceição Evaristo.
22h30 —show Maranda na Philos [um oferecimento Beck’s]

 

27/11 – Domingo
9h às 10h15 —Dramaturgia de mulheres: para além dos limites da forma, com Ana
Squilanti, Beatriz Malcher, Paula Dias Conrado e Talita Feuser.
10h30 às 12h —Arte do artista: Desvelando a poesia do próprio corpo, com Claire
Ribeiro, Sabrina Nóbrega, Keila Rodrigues e mediação de Maiara Líbano.
13h às 14h —Partilhar a língua: Pra onde quer que eu vá será exílio, com Suzana
Velasco, Stefania Chiarelli, Kali e mediação de Natália Albertoni.
14h15 às 15h —Flor: fronteiras cena—poema—romance com Susana Fuentes e
direção de Michele Almeida Zaltron e Luciana Canton
15h15 às 15h45 —Narrativas em processo: Novas percepções acerca do cenário da
produção cultural independente no Brasil, com Bia Rodrigues, Debora Ambrosia e mediação de
Lucas Fonseca.
16h às 17h15 —Processo de observação [e outras formas de parar de acreditar no
bloqueio criativo] com Nalü Romano
17h30 —Sunset Beck’s no encerramento da Casa Philos